O Parto

Quando descobri que estava grávida uma das primeiras coisas que passou pela minha cabeça foi como seria o parto. Eu sempre escutei que o melhor para o bebê seria o parto normal, mas ao mesmo tempo eu tinha muito medo da dor das contrações e de todo o processo do parto, porem me fazia mal ter que fazer essa escolha e a pressão que sofria da sociedade sempre me perguntando como eu iria ter o meu filho e foi ai que eu percebi que não seria uma escolha minha e sim dele, ele iria escolher como viria ao mundo.
Sem indicações e através do livrinho do convênio eu encontrei o meu médico, o melhor que poderia ter, na primeira consulta nos recebeu com um sorrisão no rosto, um abraço apertado e assim ele foi me preparando para o parto normal, sem neuras e de uma forma leve.
Meus 9 meses foram muito tranquilos, sem enjoos, com alguns desconfortos, com muito amor e com uma diabete gestacional no final da gestação que com o controle da alimentação tudo se estabilizou e meu bebê estava super saudável.
Em nossa última consulta meus exames estavam todos ótimos e decidimos aguardar o Tim Tim até o dia 17 de fevereiro, ele já estaria de 40 semanas e se eu não entrasse em trabalho de parto nós iriamos induzir.
O grande dia estava chegando, nós estávamos indo uma vez por semana na maternidade para fazer o exame do coraçãzinho dele e o ultrassom, nosso valentão estava super saudável mas nada de querer vir para o mundão, eu não tinha contrações nem dilatação e assim optamos por aguardar mais uma semana, meu médico me apoiou e pediu para que fossemos a maternidade fazer os exames a cada dois dias, meu bebê iria entrar nas 41 semanas e ele queria acompanha-lo bem nessa última semana.
Eu queria ter o parto normal, eu desejava sentir as contrações e queria muito viver essa experiência, sonhava em ter meu filho no colo assim que ele saísse de mim, eu queria sentir ele nos meus braços mesmo com todas as dores que poderia existir, eu queria!
No dia 18 de fevereiro, fui a maternidade pela segunda vez daquela semana, os exames não tiveram um bom resultado, o meu valentão estava ficando cansado, seu coração não estava batendo da forma esperada, seus movimentos estavam reduzidos e ele ainda não estava encaixado, a médica plantonista que me atendeu no dia ligou para o meu médico para passar o resultado, ele ficou um pouco preocupado e assim que eu sai da maternidade ele me ligou.
Nessa ligação ele me explicou o que significava cada resultado no exame e o que isso poderia complicar o parto e assim ele disse que achava muito difícil eu conseguir ter o parto normal. Não foi fácil ouvir isso, eu tinha me preparado por 9 meses e tudo o que eu mais queria era segurar meu filho no colo assim que ele nascesse. Eu chorei, chorei muito e fui acolhida da melhor forma pelo pai do meu filho, ele que foi tão presente e tão companheiro em todas as 41 semanas da gestação, mais uma vez me surpreendendo pela dedicação em me animar e por seu amor por mim.
Dois dias depois voltamos a maternidade para repetir os exames, chegamos as 6h da manhã, fiz a triagem como de costume e 40 minutos depois estava passando em consulta com o médico plantonista, ele me examinou e eu não tinha nada de dilatação, no ultrassom a médica me perguntou se minha bolsa tinha estourado porque quase não tinha líquido, isso me assustou muito porque minha bolsa não tinha estourado e fazia alguns dias que eu vinha sentindo uma espécie e corrimento mas era pouco, ela também me perguntou se eu tinha tomado café da manhã, pois o bebê não estava se movimentando muito, fiz o exame do coraçãozinho dele e seus batimentos estavam fracos, ele estava realmente cansado. Voltamos com os resultados para a consulta e o médico plantonista já estava ligando para o meu médico para passar os resultados e assim que ele desligou o telefone nos informou que o Dr. Paulo já estava a caminho da maternidade e que iriam me internar.
Troquei de roupa, me colocaram em uma cadeira de rodas e me despedi do Sha, a próxima vez que o veria seria quando o Tim Tim estaria nascendo. Meu coração batia muito forte, estava me sentindo sozinha, tinha medo e estava muito preocupada com meu bebê. Eu percebi que as coisas não estavam boas quando vi meu médico, seu rosto era de preocupação e ele me deu um sorriso para me confortar.
Não é fácil passar pela cesárea, nunca tinha feito uma cirurgia, uma luz forte em cima de mim, a anestesia, os médicos na sala esperando fazer o efeito para começar a me cortar, meu frio na barriga, meu medo, minha ansiedade, a sensação de solidão e eu perguntando onde estava o Sha.
Me deitam na mesa de cirurgia, meu médico e outro médico com tesouras na mão, um pano azul na minha frente e eu começo a sentir mexerem na minha barriga, mas não sinto dor, só uma sensação estranha. De repente escuto meu médico falando que chegou o ajudante dele, era o Sha que tinha entrado na sala. Eu não tenho noção do que estava acontecendo, mas em segundos eu escuto o choro.
O Choro era do meu filho, o choro era do pai do meu filho e eu também não conseguia parar de chorar.
Eu não consigo descrever a sensação daquele momento, meu coração parecia que iria pular para fora, eu ainda não tinha visto a sua carinha mas eu já o amava tanto que era impossível medir.
O Sha me trouxe ele, era a coisa mais linda que meus olhos já tinham visto e eu tive a certeza de que foi da forma que ele fiz, na hora dele.

No dia 20 de fevereiro de 2016, as 9h50 da manhã o Valentim Xavier Josefick chega ao mundo, pesando 3,520kg e medindo 49,5cm de amor.

12528144_10205902351552472_1228999059_n

IMG_1240

Anúncios
Esse post foi publicado em Gestação, Maternidade, We e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para O Parto

  1. Ingrid disse:

    Que relato mais lindo Pri…que cada momento ao lado dos seus amores seja sempre repleto de muita alegria. Parabéns a familía.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s