DQMMVEDMA – Gritando HC – Gritando HC

Primeiro post desse ano será um post atrasado, desde o ano passado peguei esses depoimentos, mas a correria do final do ano não me deixou concluir isso aqui, mas agora vai…

O Segundo disco no “Discos que mudaram minha vida e dos meus amigos” tinha que ser o primeirão do Gritando HC né, eu nunca tive esse CD em casa, foi meu amigo Clayton Ninja que comprou e eu comprei do Holly Tree ( se quiserem lembrar o Holly Tree tem esse post aqui), mas obviamente a gente se emprestava e gravava em fitinha. Como esse disco é curtinho eu fiz um K7 split com o Descendents, o Everything Sucks, e como sou nerd, ainda tenho essa fita guardada.

IMG_5931

na época eu trabalhava de office-boy e ficava fazendo capas para minhas fitas e imprimindo no escritório!!!! (detalhe que em alguma fase rebelde, negando o GHC, eu dei uma zuada no logo e fiz um X na cara do Donald =( me arrependo)

Bom, o Holly Tree foi o primeiro show que fui no Hangar 110 e que me fez conhecer o Blind Pigs, Zumbis do Espaço e Carbona. Mas naquele dia eu vi um cartaz que iria ter um show na próxima semana, comemorando 1 ano de Hangar com as bandas que inauguraram a casa, Gritando HC e CPM22 (melódico que sou, imagina como fiquei quando conheci essa banda hein)…ae meu amigo a vida segue, perdemos o Donald em 2001 e a banda continuou tocando. Anos depois a Balboa Discos, meu selo entrou no lançamento do “Fase Adulta” e hoje o Renato, guitarrista da formação clássica desse primeiro disco toca comigo no Bloco77 é gente, já diria o Poeta “o mundo dá voltas” =)

Mas fica aqui a dica, para você ouvir esse GRANDE DISCO do punk nacional, perfeito se você quer pogar, se quer andar de skate, se quer sair pixando os muros cinzentos, ou se você ta apaixonado pela punk da outra sala!!!

Sem título

e a opinião da galera sobre é:

Anderson Boscari – guitarrista do Faca Preta
O primeiro disco do Gritando HC foi um dos primeiros discos de punk rock nacional que ouvi.
Andava de skate com uma amiga do prédio, e um dia ela chegou com o disco e me emprestou. Comecei então a ir em todos os shows deles que rolavam, e sempre era muito bons, com muita energia.
É um disco bastante importante pra mim, me lembra de uma fase muito legal da minha vida, e eu ouço ele sempre.

Fabio Henrique – dono da marca Old Skull Inc.
Conheci o Gritando Hc (1997) com a “Velho Punk” em uma coletânea em cassete que eu troquei o Jose Vitor (Desventura). Logo depois baixei Punks não Morreram em mp3 e Libertar Nossas Correntes em vídeo no mirc, escutava essas 3 músicas todos os dias, uma em cassete, outra em mp3 e outra em vídeo (era os recursos da época) até que 3 meses depois um amigo chegou com o cd, que havia trazido de Goiânia. Logo fiz uma copia e desgraçou mais a minha vida.

José Vitor Araújo – vocalista do Desventura
Logo na primeira experiência que tive com Skate e Hardcore no mesmo recinto, meados de 99 e 2000, criando amizade com a galera do bairro de cima que já tinha uma ligação forte entre Punk/Hc e o skate, Tinha uma galera que tinha os canais de conseguir os sons tipo: Conhecia um cara que tinha um amigo que tinha um primo que o colega tinha “todos” os discos. Assim surgiu um CDR escrito SKATE (com a letra “A” na bola é claro) com canetinhas falhando e com 47 musicas hahahhahaha, assim que você colocava ele no 3 em 1 da sua Mãe e apertava o play vinha uma pergunta da caixa de som que quem ouviu jamais vai esquecer “Punk aê tem punk aê?” O vocal era muito intenso a sensação de ouvir aéreo na piscina e gritar junto SKATE! SKATE! SKATE! é inexplicável.

Thiago Deejay – Radialista da 89fm e DJ
Primeiro disco do GHC, mano é muita carga emocional, pq pelo Donald eu conheci 75% das pessoas que são meus amigos/conhecidos tanto no HC quanto em outros estilos hoje em dia. Foi o cara que ao contrário de muitos outros me acolheu nessa minha paixão louca pelo hardcore punk. Eu conheci ele acreditem se quiser na frente de uma igreja que na real era um point underground dos anos 90 que era o CMF (Christian Metal Force) no Copan, isso mesmo, tinham os punks de cristo, carecas, hardcores, metaleiros e afins. Ali um cara cabeludo me vendeu uma fita do Sick Of It All (banda que eu + amo nesse mundo) e falou que me arrumava Minor Threat e Agnostic Front também. A gente chamava esse cara de “Punk da Moto” e era o Donald. Dali pra frente muita água rolou, onde a gente ia, ele fazia o DJ colocar a fita do GHC pra rolar e logo mais veio o CD, puta clássico, ouvi até gastar e desgastar e vira e mexe até hoje eu resgato pra curtir aquela nostalgia gostosa. Se eu ficar escrevendo vai longe, mas uma história interessante foi ele me chamar p ir com ele fechar um show do GHC numa matinê (ele viu isso na gringa e ficou loco, até então quase todos os shows em SP eram de madrugada) numa casa nova ali na Armênia. Foi o primeiro show do Hangar 110 com eles, Imperpheitos (acho q é assim q escreve) de Santos e uma banda nova que a gente pirava na fita demo deles que era o CPM 22.

Fernando Lamb – vocalista do Não Há Mais Volta
Eu não lembro como peguei esse CD, sei que conheci o Donald num show no projeto equilíbrio sei lá que ano também.
Ficamos amigos pra caralho, tava sempre junto nos shows da tour dessa época q era sempre Gritando, Calibre 12 e Blind Pigs….coisa linda!
Lembro que eu andava com os Punk Suburbio lá na ZL e os caras ficavam putos da vida que eu andava de moicano, jaco com arrebite, coturno e bermuda! hahahaha aprendi com o fera nessa época.
Foi um disco que marcou uma geração, e daí começou a surgir o que vivemos hoje.
Descanse em paz meu grande amigo.

Nilo Netto – Professor e ex-vocalista do Ayat Akrass
A primeira referência que lembro deles foi em algum programa de bandas independentes da MTV. Quando vi fui pego por um sentimento contraditório entre aquela letra adolescente sobre a menina da sala ao lado e o peso do visual. Alguém da rua trouxe mais tarde o disco e aquela música adolescente já não era mais tão estranha assim e em pouquíssimo tempo já era cantada no pogo com os amigos, haha! Peguei uma camiseta branca, uma caneta de tecido preta e claro… Desenhei aquele punk de moicano e tapa olho. Nas festas de família tinha que ouvir: que índio pirata é esse na sua camiseta? Porra! Malditos! Mas, enfim… Final do ano passado, Semana Cultural da escola em que leciono, piazada [significa molecada] com uns equipas montados, tirando uns clássicos do rock e metal pela metade, até que me chamam: “professor, canta o velho punk aí”. Não hesitei! O momento foi épico com direito a solo de guitarra improvisado por um aluno metaleiro que estava levando nas seis cordas, haha! Viva o GritandoHC!

Descanse em Paz Donald

assinatura Sha

Anúncios

Sobre shamilcarlos

34 anos, proprietário da empresa BOTTONS DX, vocalista da banda HORACE GREEN, baixista da banda FACA PRETA e puxador do BLOCO 77
Esse post foi publicado em DQMMVEDMA e marcado , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para DQMMVEDMA – Gritando HC – Gritando HC

  1. Ana disse:

    Cadê as mulheres nos depoimentos, poxa? Gritando HC tbm foi uma grande influência pra muitas meninas dentro do punk/hardcore/skate, muito por causa da Lee, menções da presença de mulheres em muitas músicas ou simplesmente por tudo citado aí em cima, seria massa explorar essa parte 🙂

    • shamilcarlos disse:

      Oi Ana, peço desculpas pela falha. Esses post sobre as bandas os discos que mudaram minha vida eu sempre faço bem descontraído, tipo posto esse disco no meu facebook pessoal e baseado nas pessoas que comentaram eu peço para fazer um depoimento, nada muito jornalistico ou elaborado sabe?
      No do Holly Tree tiveram meninas falando também, vou me atentar no próximo!

      Mas é fato, a Lê foi muito importante na época para as meninas não terem medo de subir no palco e cantar!!!! Ahhh em breve, vou falar do Dominatrix tbm, meninas para frente sempre aqui no blog =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s